Slack and Company

Quando se trata da criação de ambientes de trabalho nos quais as pessoas querem estar e nos quais conseguem realizar o seu melhor trabalho, até mesmo os menores detalhes fazem a diferença.


Chicago, Illinois, US

Download PDF  (442.6 KB)

Um homem olha para o horizonte de Chicago de um escritório alto. Selecione para reproduzir um vídeo de estudo de caso sobre Slack e Company.

Estudos de caso

2:22

Estudo de caso: Slack & Company

Saiba como a Herman Miller ajudou uma agência de marketing integrado a repensar seu escritório a fim de potencializar a colaboração dentro da equipe.

Uma caminhada pelo Millennium Park, um longo passeio em um trem urbano, uma visão deslumbrante do horizonte — a inspiração pode vir de qualquer lugar, especialmente para a equipe criativa da Slack and Company, uma empresa de marketing B2B com um escritório envidraçado e alto, com vista para o rio Chicago.

Bem no início da manhã, o fundador da empresa, Gary Slack, muitas vezes se encontra, com o café na mão, olhando ao longe, onde os barcos passam por trás dos edifícios e das pontes ao longo do rio. É um momento para celebrar o presente fantástico e inspirador que a paisagem urbana é para a criatividade da sua equipe de designers gráficos e digitais, redatores, estrategistas e diretores de arte. É também um lembrete importante de quanto um ambiente pode afetar a perspectiva de uma pessoa sobre o trabalho e a organização que o emprega.

Um homem olha para a tela do computador enquanto está sentado em uma área de escritório.

As estações de trabalho Canvas Office Landscape com telas baixas proporcionam às pessoas a privacidade de que precisam para se concentrar e as ajuda a manter contato com outras pessoas que trabalham nas proximidades.

"Todas as janelas têm uma ótima vista, e é uma ótima maneira de se inspirar", diz Slack. "É algo que nossos funcionários — meus colegas de trabalho — realmente apreciam, porque ajuda a melhorar a sensação de que estão em um ambiente de trabalho elevado e de alta qualidade."

Criar uma ótima experiência de trabalho para os seus colaboradores é algo com que Slack se preocupa muito. Na verdade, ele renunciou à típica identificação de CEO pelo título de Chief Experience Officer (algo como Diretor de Experiência) — um rótulo que talvez seja mais útil para o modo de administrar o negócio voltado aos empregados.

"Da maneira que eu vejo, todas as manhãs cada pessoa faz a escolha de voltar ao lugar que os emprega", diz Slack. "Então, meu objetivo é que quando as pessoas acordem, elas mal possam esperar para entrar no escritório."

Em um passado não tão distante, os escritórios da Slack and Company não estavam fazendo o mesmo esforço para animar as pessoas a ir trabalhar todos os dias — um problema importante para uma empresa cuja produção criativa depende de colegas trabalhando juntos para conceber ideias, aprimorar a estratégia e lançar campanhas. Confinados em cubículos de paredes altas com pouco espaço para fixar notas e compartilhar ideias, os membros da equipe criativa da Slack tinham dificuldade para se conectar.

"Em nosso escritório anterior, nós usávamos fones de ouvido e trocávamos muitas mensagens instantâneas", diz Elisa Ivany, diretora criativa da Slack. "Quando precisávamos nos reunir, tínhamos que reservar uma sala de conferências fechada."

Essa falta de conexão também chegou ao relacionamento dos funcionários com a liderança. "Antes, eu tinha meu próprio escritório", diz Ron Klingensmith, diretor de criação. "Isso me proporcionava alguma privacidade, mas também criava uma barreira para a minha equipe criativa."

Todos esses obstáculos físicos e sociais estavam afetando o engajamento e a produção criativa, e dificultando para a Slack and Company se estabelecer como uma empresa dedicada ao pensamento estratégico e ao design superior. Isso também os impediu de alcançar os objetivos estratégicos do negócio, incluindo o aumento da eficiência e a promoção do compartilhamento de conhecimento entre os funcionários. É por isso que Gary Slack tomou a decisão de expandir a sede da empresa para um espaço vizinho de 167 metros quadrados e contratar a empresa Gensler, de Chicago, e a Herman Miller para ajudar.

"Quando começamos este projeto, queríamos aumentar o moral do grupo. O orgulho que as pessoas têm de vir aqui todos os dias ", diz Slack. "Nós também queríamos aumentar a produtividade e a eficiência e, talvez o mais importante, melhorar a qualidade do nosso pensamento, o nosso produto criativo, e elevá-lo de tal forma que nossos clientes notariam, e que os clientes potenciais seriam mais propensos a nos contratar."

Durante o decorrer do projeto, Slack se viu atraído pelo Living Office, o ponto de vista da Herman Miller sobre as pessoas, o trabalho e o local de trabalho. Informadas pelas noções do Living Office, as organizações podem trabalhar com seus parceiros de design para criar locais de trabalho de alto desempenho que elevam a experiência de trabalho para as pessoas e ajudam as empresas a atingir os seus objetivos.

"Eu acho que a história por trás do Living Office não é apenas sobre como um escritório pode funcionar como um todo, mas como você pode desmontar um ambiente e tornar cada indivíduo dentro desse espaço bem-sucedido no que ele faz ", diz Sheryl Schulze, Diretora de Projetos Sênior na Gensler.

Três pessoas sentam-se em poltronas dentro de uma área de escritório.

E para que os membros da equipe criativa da Slack and Company tivessem sucesso, eles precisavam se mover facilmente entre as tarefas individuais, os bate-papos rápidos com os colegas, as sessões improvisadas de brainstorming, e as reuniões mais formais para revisão dos conceitos das campanhas dos clientes.

"O que conseguimos incorporar no novo espaço foi o mobiliário lounge flexível, onde você pode juntar um par de cadeiras facilmente e conversar com um colega", diz Schulze. "Ou você pode receber um cliente e ter uma reunião muito aprofundada onde é possível mover uma série de quadros brancos".

Além de um local de trabalho altamente flexível, a equipe da Slack agora tem uma variedade de configurações onde eles podem trabalhar e se reunir, tudo projetado para a utilidade e organizado com base na estrutura do Living Office para entender as pessoas, o trabalho que elas fazem e as ferramentas e o mobiliário de que elas precisam para ter sucesso.

Uma configuração Plaza (Praça) aberta e iluminada perto da mesa da recepção serve como ponto focal do local de trabalho da Slack. "Definitivamente aquele é o coração do espaço", diz Kilngensmith. "Nós temos uma tela grande na parede, e já a usamos para alguns cursos para nossos clientes. Também é caloroso e convidativo, e agrega pessoas de ambos os lados do escritório." Quando as pessoas se juntam neste espaço, elas compartilham refeições, trabalham juntas em campanhas e socializam. "Normalmente, por volta das três horas, as pessoas vão para a Plaza para trabalhar pelo restante do dia", diz Ivany. "É agradável e aberto, e muito iluminado."

Os funcionários falam e trabalham enquanto se espalham por todo o escritório.

De configurações pequenas e semifechadas para o trabalho em grupo até a Plaza, grande e iluminada, os funcionários da Slack têm uma escolha de espaços onde eles podem trabalhar, reunir-se ou socializar.

As novidades do local de trabalho da Slack também estão juntando as pessoas de outras maneiras. Nas configurações Cove (Baía) e Workshops (Oficinas) que circundam o perímetro do espaço, as pessoas podem ver e responder facilmente ao trabalho umas das outras, que ficam fixados em quadros de cortiça e quadros brancos móveis.

"Você ficaria impressionado com a quantidade de pessoas que estão vindo olhar o trabalho que agora podemos fixar nas paredes", diz Klingensmith. "Nós os chamamos de ‘drive-bys’, onde deixamos o trabalho por um período maior de tempo para que as pessoas possam comentá-lo. Isso nos ajuda a refinar as coisas e a tomar decisões mais rapidamente. É obtida muita eficiência com isso."

As melhorias na eficiência e no compartilhamento do conhecimento entre os membros da equipe e entre a liderança e a equipe seguiram um caminho paralelo, principalmente devido à abertura do novo espaço, graças às estações de trabalho Canvas Office Landscape com telas baixas separando cada espaço.

"Agora que eu sento junto da minha equipe, sou capaz de me debruçar e papear rapidamente com alguém", diz Klingensmith. "Estou em sintonia com o que está acontecendo no departamento, porque eu posso ouvir as conversas e podemos solucionar e resolver problemas juntos. Isso abriu a oportunidade de me aproximar muito da minha equipe, estimulá-los e melhorar muito o trabalho."

As pessoas conversam em uma mesa enquanto estão sentadas em cadeiras Setu.

Com mais espaços para trabalhar juntas longe das estações de trabalho individuais, as pessoas podem trabalhar juntas de forma mais eficiente sem distrair as outras.

Talvez o mais importante, a Slack and Company tem obtido todas essas melhorias no trabalho e no negócio mantendo o caráter único e peculiar da empresa.

"Um dos objetivos para este projeto foi criar um ambiente que permita flexibilidade, não apenas nos tipos de trabalho realizados e nos lugares onde as pessoas possam trabalhar, mas também na forma como as pessoas podem personalizar seu espaço", diz Schulze. "A única regra é ser você mesmo. Aqui não é um museu. É um ambiente concebido para ser celebrado e vivido."

Os rompantes de celebração à vida podem ser vistos por todo o espaço — de um enorme gorila rosa pendurado nas vigas a almofadas decorativas estampadas com os rostos de Mr. T e Patrick Swayze, até um recorte em tamanho natural da Marilyn Monroe que observa uma das designers gráficas que trabalha em sua mesa. Esses elementos extravagantes são justapostos com cadeiras coloridas Eames Shell, elegantes sofás Wireframe e cadeiras Spun onde as pessoas podem se sentar, girar e se divertir um pouco enquanto trabalham.

Uma vista do telhado que olha abaixo de uma área urbana alastrando.
Um quadro de avisos cheio de anotações e fotos fica atrás de um espaço na mesa.
Um espaço na mesa com cadernos, canetas e vários itens pessoais na superfície.

Os detalhes dentro e fora do espaço são um testemunho de quem são as pessoas da Slack and Company: uma empresa de marketing B2B com sede em Chicago que valoriza a criatividade e o pensamento estratégico acima de tudo.

Envolvido na paisagem deslumbrante do horizonte de Chicago, este ambiente bem pensado e expressivo do Living Office permite que a personalidade da Slack and Company resplandeça para todos os que entram no ambiente, além do benefício de criar um espaço maravilhoso e altamente favorável onde as pessoas querem ir trabalhar todos os dias — o que talvez seja o mais importante.

"Todo o conceito do Living Office se traduz em permitir que uma empresa — uma cultura — tenha um desempenho melhor e eleve o orgulho e a alegria que as pessoas têm de passar seu tempo no escritório todos os dias", diz Slack. "A combinação do que vemos lá fora — a vitalidade, as pessoas, os carros e o burburinho — e o que está acontecendo dentro do escritório cria um local de trabalho espetacular onde podemos fazer um ótimo trabalho e nos divertir com isso."